MinC apresenta inventário de patrimônios culturais do São Francisco

Durante as comemorações do aniversário de 510 anos de descoberta do rio São Francisco na histórica cidade de Penedo (AL), na próxima terça-feira (04), o Ministério da Cultura (MinC), por meio do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), fará o laçamento do Inventário do Patrimônio Cultural das localidades ribeirinhas do rio São Francisco. O objetivo desse inventário, elaborado pelo Iphan, foi detectar, de modo expedito, as diversas manifestações do patrimônio material presentes ao longo do rio. No Baixo São Francisco, no trecho alagoano, são destacados os cânions de Piranhas, o patrimônio arqueológico em Olho d’Água do Casado e as áreas de proteção ambiental da Foz do rio São Francisco, em Piaçabuçu, e de Marituba do Peixe, entre Penedo, Piaçabuçu e Feliz Deserto.

O IPHAN iniciou, em novembro de 2008, o Inventário do Patrimônio Cultural das Localidades Ribeirinhas do Rio São Francisco. Para realizar tal empreitada o IPHAN valeu-se do Sistema Integrado de Conhecimento e Gestão (SICG), instrumental desenvolvido pelo próprio IPHAN para tratar do inventário do patrimônio cultural material. Tratam-se de fichas que abordam, em um dos seus módulos, os aspectos históricos, geográficos, arquitetônicos, urbanísticos, paisagísticos, socioeconômicos e, em outro módulo, caracteriza o bem individualizado e selecionado na etapa anterior.

Microprojetos Rio São Francisco

Além da apresentação do inventário, o MinC, por meio da Fundação Nacional de Artes (Funarte), fará o lançamento no evento São Francisco Vive do edital do Programa Mais Cultura – Microprojetos Rio São Francisco. O programa é voltado para a realização de atividades culturais de baixo custo com o objetivo de fomentar e incentivar artistas, produtores, grupos, expressões e projetos artísticos e culturais na Região da Bacia do Rio São Francisco.

Para efeito de delimitação da área identificada como Bacia do Rio São Francisco, foi utilizada a lista com 504 municípios elaborada pelo Ministério da Integração Nacional, abrangendo 07 estados (Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe) e população aproximada de 15 milhões de habitantes. Com o objetivo de promover a cidadania cultural, os projetos financiados deverão ser propostos ou ter como beneficiários jovens de 17 a 29 anos residentes em regiões e Municípios da Bacia do Rio São Francisco.

Serão contemplados 1.050 projetos no valor de R$ 15.000,00 (quinze mil reais), totalizando recursos da ordem de R$ 15.750.000,00 (quinze milhões, setecentos e cinquenta mil reais), em um investimento total de R$ 16,8 milhões (dezesseis milhões e oitocentos mil reais). As inscrições serão abertas a pessoas físicas e jurídicas (sem fins lucrativos) que desenvolvam projetos de Artes Visuais, Artes Cênicas, Música, Literatura, Audiovisual, Artes e Expressões Populares e Moda.

Os Microprojetos Rio São Francisco representam uma continuidade aos Microprojetos realizados anteriormente pelo Programa Mais Cultura na região do Semiárido e Amazônia Legal.

As comemorações pelo aniversário de 510 anos do rio São Francisco no evento São Francisco Vive ocorrem simultaneamente em diversas cidades ao longo do bacia hidrográfica, tendo como polo as cidade de São Roque de Minas (MG), que representará a nascente, e Penedo (AL), que será polo das atividade do Baixo São Francisco.

As atividades comemorativas são coordenadas pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e em Alagoas contam com o apoio e participação Mo Ministério da Integração Nacional, por meio da Codevasf, Ministério da Cultura, por meio da Funarte e do Iphan, Ministério da Saúde, por meio da Funasa, Ministério das Cidades, IBAMA, FUNAI, prefeituras de Penedo, Igreja Nova e Porto Real do Colégio, Universidade Federal de Alagoas (Ufal), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco (CBHSF), Governo de Alagoas, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) e do Instituto do Meio Ambiente de Alagoas (IMA/AL) e ONGs ambientalistas.

Author: Redação

Share This Post On

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *