História e cultura negras serão tema de debates em escolas públicas

Alunos-e-professores-em-16-cidades-do-Brasil-receberão-o-material

Escolas públicas de todo o País vão receber debates sobre a história e a cultura negras, por meio do projeto Conhecendo nossa História: da África ao Brasil, organizado pela Fundação Cultural Palmares, em parceria com o Ministério da Educação (MEC).

A ação, cujo objetivo é levar conhecimento aos estudantes sobre a contribuição do continente africano na construção da identidade e do desenvolvimento nacional, está distribuindo 40 mil kits educativos para alunos e professores em 16 cidades do Brasil.

O material inclui o livro O que Você Sabe sobre a África?, que narra a trajetória do povo afro-brasileiro, e uma revista de palavras cruzadas Passatempo.

Servidores das secretarias de educação municipais receberam capacitação para utilizar o kit. “Desejamos que esses profissionais entendam a proposta do projeto, que vai além do kit. Queremos que eles façam uma leitura crítica desse material didático e que estimulem seus alunos a refletirem e a dialogarem sobre questões que nos atingem”, destaca o presidente da Fundação Palmares, Erivaldo Oliveira.

Para 2018, a Fundação Palmares já planeja ampliar o número de municípios atendidos. A medida está de acordo com a Lei nº 9394/96 (com a redação dada pelas Leis nº 10.639/2003 e nº 11.645/2008), que estabelece a obrigatoriedade do ensino de história e cultura afro-brasileira, africana e indígena.

Municípios contemplados

O projeto piloto contempla estados das cinco regiões do País.

  • Nordeste: Bahia (Salvador e Santo Amaro da Purificação), Alagoas (Maceió e União dos Palmares) e Paraíba (Campina Grande e João Pessoa).
  • Norte: Amapá (Macapá).
  • Sudeste: Rio de Janeiro (São Gonçalo, a confirmar; e Paraty), Minas Gerais (Belo Horizonte e Ouro Preto) e Espírito Santo (Vila Velha e Cariacica).
  • Sul: Rio Grande do Sul (Porto Alegre e Pelotas) e Santa Catarina (Florianópolis).
  • Centro Oeste: Mato Grosso do Sul (Campo Grande).

Fonte: Ministério da Cultura 

    Author: Brasil Cultura

    Share This Post On

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *