Enredo 2010 – Unidos de Vila Maria

a Unidos de Vila MariaUnidos de Vila Maria promete leveza e transparência ao falar do ferro

Com 20 anos de experiência, carnavalesco estreia na escola.
Fábio Borges promete inovar com efeitos de iluminação.

 

Escola vai levar a história do ferro para o Sambódromo

Com carnavalesco estreante, mas que comemora 20 anos de experiência no samba em 2010, a Unidos de Vila Maria contará no Sambódromo do Anhembi, na Zona Norte de São Paulo, a história do ferro. Com o enredo “A Indústria que manipula o Ferro é a mãe de todas as outras”, a escola será a quinta a desfilar na primeira noite do carnaval paulistano, no dia 12 de fevereiro.
O carnavalesco Fábio Borges garante que, apesar do tema aparentemente monocromático, o desfile da Unidos de Vila Maria será muito colorido. Segundo Borges, efeitos de iluminação partindo do centro das alegorias, e muita transparência, darão vida e leveza ao desfile. “Existe uma tendência em se preocupar com o brilho. Por isso, como novidade, teremos a luz dentro das alegorias”, disse.

O enredo também usará outro elemento para garantir o colorido no desfile. “O minério precisa passar pelo fogo para se transformar, por isso, vamos brincar com ele”, disse Borges, antecipando três cores que serão muito usadas em fantasias e carros da escola: amarelo, laranja e vermelho.

O carnavalesco disse que escreveu o enredo há 12 anos. Ele ficou engavetado durante este período porque Borges “esperava o momento ideal” para colocá-lo na avenida. “Acho que o enredo precisa ter a cara da escola. E o ferro é uma coisa forte, assim como a Vila Maria”, justificou o carnavalesco sobre “o momento” para contar essa história.

 

 

Carnavalesco promete um carnaval colorido

A agremiação levará cinco carros alegóricos para a avenida. De acordo com Borges, todos eles serão acoplados e, portanto, grandiosos. “Os carros têm até 14,5 metros de altura, o que garante o impacto visual aos espectadores”, disse. No abre-alas, haverá um globo terrestre que se transformará, durante o desfile, em uma flor. No segundo carro, a escola terá cinco representações de vulcões.

Além disso, Borges antecipou que planeja uma performance em uma das alegorias. O carnavalesco afirmou que os carros estão na fase de acabamento. “É a minha parte favorita, tudo vai ganhando vida”, disse. A Unidos de Vila Maria terá 27 alas e cerca de 4 mil componentes. Marina Maria de Oliveira Antonio e Rodrigo Antonio Bernardo, mãe e filho, formam o primeiro casal de mestre-sala e porta bandeira da escola.

Os cerca de 250 integrantes da bateria serão comandados por Vladimir Augusto Ferreira, o Mestre Mi. À frente dos ritmistas, virá a madrinha de bateria, a dançarina Sheila Carvalho. A rainha de bateria é Priscila Bonifácio. Os intérpretes oficiais da Vila Maria são Fernandinho SP, Baby e Quinho. Os preços das fantasias variam de R$ 300 a R$ 350.

    Author: Redação

    Share This Post On

    1 comentário

    1. 2jbhuh Fantastic article. Will read on…

    Enviar um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *